Microgalvanopuntura

Trata-se de um método invasivo superficial (atinge somente a epiderme), em que a regeneração está baseada nos efeitos da corrente contínua, no processo de inflamação aguda e, conseqüentemente, no reparo do tecido. Esse tratamento é indicado não apenas para estrias, como também para minimizar rugas e linhas de expressão. 

O estímulo físico da agulha desencadeia um processo de reparação muito complexo, cujo objetivo é restabelecer de forma satisfatória a integridade dos tecidos. A estimulação com a corrente associada desencadeia uma inflamação aguda localizada, não apresentando qualquer efeito sistêmico.

Alguns minutos após a aplicação aparecem hiperemia (vermelhidão) e edema (inchaço) típico de qualquer processo inflamatório devido às substâncias locais liberadas pela lesão, provocando, assim, uma vasodilatação e aumento da permeabilidade dos vasos. Estas reações são o principal momento da inflamação, responsável pela hiperemia e calor, aumentando com isso o fluxo sanguíneo, que é fundamental nas alterações hemodinâmicas da inflamação aguda. Esse processo inflamatório é indispensável para a estimulação do fibroblasto, célula responsável pela formação de colágeno e elastina, que tem um importante papel no processo regenerativo de atrofia tecidual.

Toda a zona é preenchida por um exsudato inflamatório composto de leucócitos, eritrócitos, proteínas plasmáticas e fáscias de fibrina. O processo de epitelização inicia-se simultaneamente, obrigando as células epidérmicas a penetrar pelo interior das fendas formadas pela agulha, e estimuladas pela formação de fibrina originada pela hemorragia da microlesão.

A resposta à agressão, no caso específico da perfuração pela agulha, pode finalizar com a recuperação da estria, ruga ou linha de expressão, restituindo a sua arquitetura original. O edema promovido no tratamento não deverá sofrer ação de nenhum agente antiinflamatório. As estimulações subseqüentes só poderão ser realizadas quando o processo inflamatório cessar por completo, evitando assim, o risco de desenvolver uma inflamação crônica desencadeada pela persistência do estímulo inflamatório agudo.


Em geral, as sessões de galvanopuntura são executadas conforme objetivo da paciente, podendo ser uma vez por semana, a cada 10 dias, ou uma vez ao mês.

A série desse tratamento varia entre 12 e 20 sessões e têm por duração em média 1 hora cada sessão.

O resultado varia de acordo com o tipo da estria, a profundidade da ruga, a idade e os cuidados que se tem com a pele.

1 visualização

© 2018 Spa Perrout - Emagrecimento & Estética

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon